4 dicas de Murilo Gun para os emrpeendedores se manterem criativos

Pequenos negócios já podem pedir parcelamento de dívidas tributárias
11 de Abril de 2018
Do emprego formal ao empreendedorismo
13 de Abril de 2018

Revista PeGn

Sem sequer dizer uma palavra, Murilo Gun leva o público da Feira do Empreendedor SP 2018 a loucura. Convidado responsável por fechar o terceiro dia de evento (9/4), o pernambucano, que ficou conhecido por se tornar aos 13 anos um dos primeiros empresários bem-sucedidos da internet brasileira, e por bombar Brasil afora como comediante de standup, Gun aproveitou o microfone para falar sobre seu novo projeto – e, claro, fazer algumas piadas.

“E aí, papai? Beleza? Segundona e sala cheia. Que coisa boa”, diz o empreendedor. Em seu mais novo projeto, a Keep Learning School, Gun utiliza conceitos de criatividade aprendidos na Singularity University, universidade na Califórnia conhecida por formar empreendedores disruptivos. E foi lá que o comediante descobriu uma paixão: estudar os diferentes conceitos da criatividade.

“Todo problema tem dois tipos de solução: uma prática e uma criativa. E a gente perdeu a capacidade de ser criativo. Quando nascemos, sofremos uma infinidade de bloqueios criativos. E isso nos tornou adultos pragmáticos demais”, afirma Gun.

Para isso, desenvolveu um método em que ensina a ser criativo novamente. Segundo Gun, mais de 4500 pessoas já se formaram no seu curso à distância, que alia tecnologia e educação em uma plataforma.

Além disso, também oferece um curso chamado “Cricricri – Criando Crianças Criativas”, com o objetivo de incentivar pais a formarem filhos que não percam sua criatividade.

Entre dicas e causos, Gun listou algumas características importantes para os empreendedores se manterem criativos.

Confira:

1. “Combinatividade” – ou ter repertório

Gun diz que criou uma nova palavra em seu curso: o termo “combinatividade”. “Basta combinar. Não tem que criar. Toda solução criativa é a combinação de outras soluções criativas.”

Então, o empresário sugere que os empreendedores busquem o máximo de referências. “O que a gente mais precisa, às vezes, é repertório em outras áreas e setores. Por isso, leia a revista de pesca e assista o canal do boi. Tem muita coisa incrível lá!”

2. Olhar de turista

Um exercício que Gun propõe para todo empreendedor é manter o olhar de turista. “Quando a gente está em outro lugar, outro país, as pessoas reparam em tudo. Mas quando estão na sua rotina ou local de trabalho, esquecem de ‘ligar’ o olhar criativo. Por isso, indico que pensem no dia a dia como pensam quando estão viajando.”

3. Coragem

Outra dica do empreendedor é misturar universos distantes, porque, dessa forma, fica mais fácil processar a informação recebida. E, claro, coragem para colocar esses aprendizados em prática. “Não é fácil superar o medo e criar uma nova imagem. Além disso, tem que testar até dar certo. Tudo isso é coragem. E a coragem nada mais é do que executar mesmo com medo. Não se vive sem medo.”

4. Paixão

Entre todas as dicas, Gun diz que a mais importante é ter paixão. “Tem que ter tesão. Sem prazer ninguém aguenta passar 15 horas, de domingo a domingo, investindo dinheiro num negócio.”

Para o empreendedor, um sinal de que tudo está caminhando bem é quando o empreendedor deixa de sentir fome e não vê a hora passar. “Quando me pego sem fome, é porque sei que estou muito apaixonado pelo que estou fazendo.”