Credioeste participa da semifinal do projeto Oratória nas Escolas

Empreendedores conhecem estratégias de uso do Instagram
24 de junho de 2019


Equipe da agência de microcrédito foi jurada e auxiliou na escolha dos vencedores

 Pais, colegas e professores participaram das apresentações

A 11ª edição do projeto Oratória nas Escolas chegou a sua reta final. Nessa semana as 22 escolas municipais de Chapecó escolherem os vencedores que representarão as instituições de ensino na grande final no dia 29 de agosto, às 19 horas, no Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo de Nes. A iniciativa é da Junior Chamber International (JCI) de Chapecó e pelo sétimo ano conta com a parceria da Credioeste – agência de microcrédito. O projeto contou com a participação de cerca de 2 mil estudantes de turmas do 7º e 8º ano. O tema do discurso deste ano foi “Posso combater a discriminação?”.

A equipe da Credioeste participou das semifinais nas escolas e acompanhou o excelente desempenho dos estudantes. Na Escola Básica Municipal Miriam Elena Meyer, localizada no bairro Quedas do Palmital, a gerente executiva da Credioeste Márcia Biffi participou como jurada. Para ela, é incrível acompanhar a desenvoltura dos estudantes e a forma como eles encaram com responsabilidade e compromisso o projeto.

“Todos os anos encontramos estudantes que participaram em edições anteriores e é nítida a evolução deles tanto na oratória como na elaboração dos discursos. O projeto é uma excelente oportunidade para a formação desses adolescentes. Nós, enquanto agência de microcrédito, investimos no desenvolvimento econômico e sustentável e são esses alunos o futuro de nossa cidade”, observou.

Para a coordenadora do projeto Oratória nas Escolas 2019 Paula Izcak, as semifinais nas escolas são os momentos mais emocionantes e bonitos. “Nessa etapa nos envolvemos e conhecemos as histórias dos alunos e percebemos o quanto eles se dedicam e se desenvolvem ao longo do projeto. É gratificante fazer esse projeto”.

BICAMPEÃ

Tainá Regina de Oliveira foi a grande vencedora na E.B.M Miriam Elena Meyer pelo segundo ano consecutivo

A estudante do 8º ano da E.B.M Miriam Elena Meyr, Tainá Regina de Oliveira, de 14 anos, ganhou pelo segundo ano consecutivo o projeto na escola. Para ela, foi um desafio ainda maior. “No ano passado cheguei na final municipal, não venci, mas valeu muito a experiência. Esse ano resolvi me desafiar, enfrentar meus medos e participar mais uma vez. O Oratória nas Escolas me ensinou a não desistir dos meus sonhos e persistir em busca dos meus objetivos, por mais difícil que possa parecer. Estou muito feliz com essa segunda oportunidade de participar da final municipal mais uma vez”, afirmou emocionada.

O objetivo do projeto deste ano foi criar um senso crítico com relação às diversas formas de discriminação e que os alunos reflitam sobre igualmente e a importância dela no meio em que vivem. A escolha dos classificados foi feita através de jurados que avaliam a produção do texto, expressão corporal e o discurso de oratória como um todo. O primeiro colocado na etapa municipal ganhará uma bolsa de estudos integral de ensino superior, curso de inglês, uma poupança de R$ 1 mil e curso profissionalizante para o pai ou a mãe. O segundo lugar receberá um curso eneagrama, uma poupança de R$ 600,00 e um smartphone e a terceira colocação terá como prêmio um curso de criação de aplicativos, poupança de R$ 400,00 e um smartphone. O professor do aluno (a) campeão ganhará uma pós-graduação em gestão educacional.

Na E.B.M Miriam Elena Meyer cinco estudantes participaram da seleção
Gerente executiva da Credioeste, Márcia Biffi, participou como jurada nas escolas