O poder da cooperação em Canela: ninguém é melhor que todos juntos

Programa Líder consolida estratégias de desenvolvimento regional
1 de março de 2019

MB Comunicação

Situada na Serra Gaúcha, Canela faz parte de um dos destinos turísticos mais atraentes do Brasil. Localizada na região das Hortênsias, é cercada por parques naturais, conta com espetáculos de música, dança, teatro e é marcada por tradições europeias, tanto que é conhecida como “um pedacinho da Europa no Brasil”. Para falar sobre o expressivo desenvolvimento do município nos últimos anos, o secretário de turismo e cultura Ângelo Sanches Thurler esteve nessa semana em Serra Alta, durante o 7º encontro do Programa Liderança para o Desenvolvimento Regional (LIDER).

O evento, promovido pelo SEBRAE/SC em parceria com a Associação dos Municípios do Oeste de Santa Catarina (AMOSC), reuniu empresários, gestores municipais e representantes de entidades e instituições. O case de sucesso visou demonstrar a experiência de cooperação que em pouco tempo tornou Canela em uma das cidades mais visitadas do País e reconhecida internacionalmente. “Tudo com o cooperativismo, mostrando boa vontade e força entre os pilares que sustentam o município. Hoje a cidade recebe mais de 5 milhões de turistas por ano. Vivemos praticamente 100% do turismo e isso só foi possível porque existiu boa vontade e cooperação da comunidade, dos empresários, da sociedade em geral para entender que é preciso fazer a política da continuidade”, observou.

Segundo Thurler, independente do governo, o município precisa aprender a andar com suas próprias pernas, saber usar suas ferramentas e reconhecer identidades. “É necessário fazer com que o turismo seja a mola propulsora, mas que possa envolver e ajudar outros segmentos a crescerem também”.

O secretário observou, ainda, que Canela está no trade turístico há duas décadas, mas há dois anos tornou-se uma das 10 cidades mais visitadas do Brasil e a 5ª da América Latina. “Isso nos motiva. “Quando assumimos, já sabíamos o que a comunidade queria, já sentíamos o que os empresários estavam passando. Então, começamos a fazer com que praticassem parte dessa história e que liderassem as ações. Dessa forma, foi criado um conselho entre empresários, associações, comunidade e setor público. A política é de passagem e as pessoas que estão envolvidas nesse processo precisam dar continuidade. Com essa experiência queremos mostrar que nenhum de nós é tão bom como todos nós juntos. Isso é importante e é o que está fazendo a diferença”.

A cidade possui infraestrutura com atrações culturais, gastronômica e de belezas naturais. É sede do 2º maior Natal da América Latina, da 2ª maior Páscoa do Brasil e do Festival Internacional de Bonecos. Ao todo são 22 eventos anuais realizados pela Prefeitura, rede hoteleira com cerca de 15 mil leitos, quase 150 restaurantes, 13 grandes parques, comércio artesanal, entre outros atrativos. “Com todo esse trade turístico, no ano passado tivemos quase 6 milhões de turistas visitando a cidade, o que possibilitou movimentar praticamente 90% da economia. Entendemos que profissionalizar e transformar o turismo em uma indústria – a mais limpa do mundo – foi o maior investimento que Canela poderia fazer”, finalizou.